Publicado em 02-11-2012 às 13:23 | por Bruna Rasmussen

Médico é demitido após deixar filhos brincarem com cérebro de militar morto

Norte-americano trabalhava em hospital da Marinha e, além de deixar o cargo, foi multado em US$ 2500.

Cérebro

O Dr. Mark E. Shelly quis ser um pai legal, mas acabou perdendo o emprego. O médico, que trabalhava em um hospital da Marinha norte-americana, foi demitido e multado após deixar que seus filhos brincassem com o cérebro de um militar morto.

O médico estava levando o cérebro de um hospital em Camp Lejeune, na Carolina do Norte, para o Portsmouth Naval Medical Center, na Virgínia e resolveu dar uma parada em casa antes de entregar o órgão, que seria examinado a fim de especificar a causa de morte do militar.

Empolgadas com o objeto, as crianças foram autorizadas por Shelley a tirarem o cérebro da jarra em que estava e a brincarem com ele. Ninguém saberia do ocorrido se não fossem as fotos tiradas pela esposa – e provavelmente compartilhadas em alguma rede social.

O médico perdeu seu emprego e foi multado em US$ 2.500 (cerca de R$ 5.000) por expor o órgão dessa maneira. Será que as crianças ao menos ficaram felizes de brincar com um cérebro de verdade?

  • Fontes:


Tags: , ,






De volta ao topo ↑