Publicado em 06-01-2013 às 12:25 | por Bruna Rasmussen

Gênio de 14 anos programa apps enquanto dorme [vídeo]

Santiago Gonzalez já está na faculdade, domina mais de 12 linguagens de programação e tem um sonho: trabalhar na Apple.


Na escola, Santiago Gonzalez se sentia profundamente entediado e tinha certeza de que continhas de subtração, primeira lei de Newton e células procariontes eram tópicos mais do que óbvios.

Aos 14 anos, o garoto cursa Ciência da Computação na Colorado School of Mines, uma das mais conceituadas universidades de engenharia dos Estados Unidos, domina mais de 12 linguagens de programação, já criou dezenas de apps para Mac, iPhone e iPad e tem um sonho: trabalhar na Apple.

Acima da média

Desde pequeno, Gonzalez se interessava por computadores, biologia e geologia. Mas, como afirmou seu pai em um documentário da Thnkr, o garoto nunca se contentou com livros infantis ou básicos e sempre preferiu aprender a partir de livros técnicos.

Santiago Gonzalez

Santiago Gonzalez quando pequeno. Fonte: Reprodução/Thnkr

A meta do pequeno gênio é se formar aos 16, terminar o metrados aos 17, partir para um PhD em Stanford e conseguir um trabalho na Apple, empresa pela qual tem uma grande admiração.

Programando nos sonhos

Santiago Gonzalez é tão focado na programação que nem mesmo quando está dormindo para de pensar nas linhas de código. “Às vezes, quando eu vou dormir, fico pensando em algum bug ou algo que deu errado e nos meus sonhos eu me vejo programando. Quando eu acordo, eu tenho a solução para o problema”, afirmou.

Santiago Gonzalez

Fonte: Reprodução/Thnkr

Na universidade, o garoto está aprendendo a aprimorar suas linhas de código, como em um poema ou obra de arte. “Quando um artista termina uma pintura e diz ‘Oh, esta é uma bela pintura, eu gostei do resultado’, é o mesmo que acontece com a programação. Quando você parte de um monte de linhas de código e termina com um produto que pode ser usado por pessoas do mundo inteiro. É muito legal.”

Nerd com orgulho

Antes de ir para a universidade, Gonzalez afirma que era alvo de piadinha de seus colegas de classe e que está muito feliz por não precisar conviver com outros adolescentes. “O pessoal está aqui em Mines para aprender. Eles não estão aqui para fazer palhaçada ou para interromper a aula o tempo todo. Eu não acho que gostaria de interagir com adolescentes da minha idade”.

Ao ser questionado sobre garotas, Gonzalez é firme: “Não, eu definitivamente não tenho interesse em ter uma namorada. Eu acho que isso é uma grande perda de tempo”.

Angry Birds de crochê

Fonte: Reprodução/Thnkr

Além da programação, o garoto se interessa pelo estudo das pedras e dos minerais desde criança e tem um hobby incomum para garotos dessa idade: fazer crochê. Ele gosta de se distrair com as agulhas e fazer personagens do jogo Angry Birds usando a técnica.

  • Fontes:


Tags: , ,






De volta ao topo ↑