Publicado em 13-02-2013 às 22:13 | por Bruna Rasmussen

Mãe de oito morre após “overdose” de Coca-Cola

Segundo legista, consumo de 10 litro da bebida por dia levou a um ataque cardíaco.

Natasha Harris

Natasha Harris. Fonte: Reprodução/Atlantic Wire

Natasha Harris, neo-zelandesa de 30 anos e mãe de oito filhos, pode ter sido mais uma vítima do consumo excessivo de Coca-Cola. A mulher faleceu em 2010 após um ataque cardíaco. Contudo, recententemente divulgado, o laudo do legista aponta que o verdadeiro vilão foi o refrigerante.

Viciada na bebida, Natasha consumia uma média de 10 litros de refrigerante por dia. Isso equivale a 1 kg de açúcar e a 977 mg de cafeína – doses onze e duas vezes, respectivamente, maiores do que o máximo recomendado pelos médicos. Segundo a sogra da vítima, Natasha não podia ficar sem Coca-Cola que se tornava agressiva e começava a tremer, como uma verdadeira viciada.

As consequências do vício

Com 30 anos, ela já havia removidos todos os dentes, que ficaram desgastados. Além disso, como consequência do consumo exagerado de Coca-Cola, a moça apresentava ainda um fígado muito maior do que o normal  e um de seus oito filhos nasceu sem o esmalte dos dentes, também culpa do refrigerante.

Coca-Cola em doses mortais

Fonte: Reprodução/Coca-Cola

Apesar de o consumo de Coca-Cola parecer inofensivo, o laudo do legista foi bastante claro. “Quando todas as evidências são consideradas, se não fosse pelo consumo de grandes quantidades de Coca-Cola, é improvável que Natasha Harris tivesse falecido quando e como ela faleceu”.

A Coca-Cola, que está investindo bastante para atrelar a bebida ao conceito de saúde, limitou-se a publicar uma nota em que atribui a morte da moça a outros fatores de estilo de vida, lamentando o posicionamento do legista ao relacionar o falecimento ao consumo da bebida.

Recentemente, um britânico de 25 anos precisou usar dentadura após ter todos os dentes removidos devido ao vício em Coca-Cola.

  • Fontes: 


Tags: , ,






De volta ao topo ↑