Publicado em 12-09-2012 às 16:04 | por Bruna Rasmussen

Kilamba: cidade-fantasma am Angola é construção bilionária

Angolanos não conseguem pagar o valor dos apartamentos.

Prédios novos construídos em Kilamba

Fonte: Reprodução/Facebook de Angola

A 30 km da pobre capital Luana, a Nova Cidade de Kilamba vive em meio a fantasmas. Ocupando mais de 5 mil hectares, em que estão 750 prédios de oito andares, dezenas de escolas e mais de 100 imóveis comerciais, a cidade permanece vazia devido ao seu altíssimo custo de vida.

Kilamba foi construída por chineses em um período de menos de 3 anos e custou cerca de US$ 3.5 bilhões (aproximadamente R$ 7 bilhões). Os apartamentos são vendidos na faixa dos US$ 200 mil (aproximadamente R$ 400 mil) e, de acordo com Paulo Cascao, responsável pela imobiliária, é um valor justo, devido à qualidade da construção.

O grande problema, no entanto, é que os angolanos não conseguem bancar o custo de uma moradia em Kilamba. Elias Isaac, um representante do governo, explica a situação: “não há classe média na Angola. Há apenas os muito pobres e os muito ricos, então não há ninguém para comprar esses apartamentos”. Dois terços da população do país vive com menos de US$ 2 (cerca de R$ 4) por dia.

Rede de esgoto e belos jardins: diferente da realidade Angolana

Fonte: Reprodução/Facebook de Angola

Dos 2.280 apartamentos construídos, apenas 220 foram vendidos – boa parte deles, para chineses que ajudaram a construir o complexo.

O governo anunciou recentemente que tem planos de orfertar parte dos apartamentos de Kilamba para serem alugados por preços módicos para a população carente. Mais detalhes não foram divulgados.

  •  Fontes:


Tags: , ,






De volta ao topo ↑