Publicado em 08-10-2012 às 8:04 | por Bruna Rasmussen

Britânica já comeu mais de uma tonelada de pedras ao longo da vida [vídeo]

Enquanto mulheres recorrem ao chocolate, Teresa Widener prefere as pedras e o cheiro de terra.


O dia foi ruim? A TPM está chegando? O chocolate é, sem dúvidas, o melhor amigo das mulheres em tempos de irritação e de tristeza. Mas não é dele que Teresa Widener, uma britânica de 45 anos, gosta.

Teresa sofre de uma doença chamada “Pica”, condição que a faz comer mais de 1 kg de pedras por semana. “Se eu me sinto mais triste, eu como mais porque [comer pedra] me conforta”, disse ela. Fazendo as contas, Teresa chegou à conclusão de que já comeu mais de uma tonelada de pedras em toda a sua vida.

Para fazer seu estoque de mantimentos, ela costuma fazer passeios pelo campo. Quando ao gosto, a britânica afirma preferir as que têm mais musgo. “Eu pego as [pedras] que eu acho mais bonitas. Eu gosto do sabor terroso delas, então às vezes eu apenas chupo o musgo que tem nelas”, confessou ao DailyMail.

A “Pica” é uma curiosa doença que faz com que as pessoas tenham a necessidade de comer coisas aleatórias, como esponjas, sabão e objetos de metal. De acordo com especialistas, 21% das crianças de 1 a 6 anos podem sofrer dessa condição em algum estágio da infância. Outras, como Teresa, levam o curioso desejo para toda a vida.

Para Teresa, comer pedra está longe de ser um problema. Os dentes do lado esquerdo de sua boca, por exemplo, fortaleceram-se, adaptando-se à dieta. “Eu nunca tive nenhum problema médico por conta das pedras, mas eu não costumo ir ao banheiro com muita frequência e minha barriga às vezes dói”, comentou Teresa.

  • Fontes:


Tags: ,






De volta ao topo ↑