Publicado em 11-11-2012 às 20:44 | por Bruna Rasmussen

8City: megacidade sul-coreana quer ser a mais moderna atração turística do mundo

Projeto, previsto para 2030, vai custar cerca de US$ 264 bilhões.

8-City, a megacidade da Coreia do Sul

Fonte: Divulgação/8City

Os coreanos decidiram deixar Dubai, Macau e Las Vegas comendo poeira com a 8City, seu novo projeto de megacidade. Localizada nas ilhas de Yongyu-muui, a construção ocupará uma área 80 quilômetros quadrados – o triplo de Macau –  e tem um investimento estimado em US$ 264 bilhões – mais do que o PIB de Portugal!

A ideia é criar uma cidade voltada para o turismo e entretenimento, tendo como principal público os chineses. Sendo asism, será construída uma avenida, elevada a 200 m do chão, com 3,3 km de extensão. Nela os turistas terão acesso a restaurantes, cassinos e lojas. Em outra área, chamada de “círculo central”, um complexo circular de 14 km irá abrigar outros shoppings, hotéis e condomínios de luxo. Haverá ainda um autódromo e um teatro para 50 mil pessoas.

8-City, a megacidade da Coreia do Sul

Fonte: Divulgação/8City

Em 8City, o chamado “turismo médico” também estará presente. Lá haverá uma série de médicos e hospitais especializados principalmente na área de cirurgias plásticas.

Pensada nos mínimos detalhes

O número “8”, que na cultura chinesa simboliza a sorte, não está presente apenas no nome, mas também na forma física da cidade, quando vista de cima.

8-City, a megacidade da Coreia do Sul

Fonte: Divulgação/8City

Para o vicepresidente do projeto, Park Seong-Hyun, “[A 8-City] vai se tornar a maior cidade do mundo, contando com a criatividade de Dubai, os centros de convenções e os casinos de Las Vegas e de Macau e com todos os shoppings e centros financeiros de Hong Kong e Singapura.” Para esses coreanos, megalomania pouca é bobagem!

Estima-se que a 8City deva empregar mais de 930 mil pessoas e que irá receber 134 milhões de turistas por ano a partir de 2030, data estimada para a conclusão da obra. A ideia é grandiosa, mas os coreanos têm um probleminha pela frente: até agora, menos de um décimo dos US$ 284 bilhões necessários para a sua construção foi levantado.

  • Fontes:


Tags: , , , , ,






De volta ao topo ↑