Publicado em 08-12-2012 às 17:20 | por Bruna Rasmussen

Cadáveres em posição sexual fazem parte da exposição BodyWorlds

Técnica de preservação injeta plástico nos corpos.

Cadáveres em pose sexual

Fonte: Divulgação/Body Worlds

Cadáveres em posições sexuais parece ser algo ofensivo para você? Em 2009, o especialista em anatomia Dr. Gunther von Hagens foi banido de expor dois corpos plastificados, com músculos e órgãos à mostra, fazendo sexo, em sua exposição Body Worlds, que acontecia em Berlin, na Alemanha.

Indignado com a atitude das autoridades, von Hagens chegou a pensar em cortar os cadáveres, deixando apenas a área de suas genitálias. No entanto, as autoridades acabaram entendendo o propósito da pose e hoje a peça pode ser conferida na exposição, que passa por diversas cidades do mundo.

Body Worlds

A exposição Body Worlds, criada por von Hagens, circula o mundo e traz diversos cadáveres dissecados com a intenção de ensinar para o público um pouco mais sobre anatomia, psicologia e saúde de forma geral.

Corpo na BodyWorlds

Fonte: Divulgação/Body Worlds

Os mais de 200 corpos usados em cada exposição passam por um processo conhecido por “plastinação”, desenvolvido pelo especialista em anatomia. A técnica consiste em eliminar todos os fluidos presentes no corpo, substituindo-os por um componente plástico, o que lhes garante preservação e rigidez.

Os cadáveres são de pessoas que morreram de câncer de pulmão e que decidiram doar seus corpos para a exposição.

  • Fontes:


Tags: , , , , ,






De volta ao topo ↑