Publicado em 23-01-2013 às 2:00 | por Bruna Rasmussen

Gordinhos tem até 80% a mais de chances de morrerem em uma batida de carro

Segundo estudo, gordura extra impede o funcionamento correto do cinto de segurança.

Gordinhos morrem mais em acidentes

Fonte: Reprodução/PhotoXpress

Além de todo o mal que os quilinhos extras fazem ao organismo, ele também é responsável por diminuir as chances de sobrevivência durante uma batida de carro. De acordo com cientistas da Universidade de Berkeley, na Califórnia (EUA), o tecido gorduroso funcionaria como obstáculo para o funcionamento correto do cinto de segurança, fazendo com que a pessoa seja projetada para fora do carro com mais facilidade.

A pesquisa, publicada no Emergency Medicine Journal, analisou 6.806 motoristas envolvidos em 3.403 acidentes. Destes, 18% foram classificados como obesos (IMC >30), 33% estavam com sobrepeso e 46% estavam dentro do peso ideal.

Durante os estudos, pode-se constatar que as pessoas com um IMC superior a 40 tinham até 80% de chances a mais de morrerem em um acidente do que um motorista saudável. Mulheres obesas apresentaram ainda mais risco de morte do que homens obesos.

Carros para magros

Para o Dr. Tom Rice, responsável pelo estudo, as montadoras de veículos deveriam prestar mais atenção em seus aparatos de segurança, que hoje são desenvolvidos para pessoas magras. “Os veículos de passeio são criados para proteger pessoas com peso normal, mas são deficientes na proteção de motoristas ou caronas obesos”, afirma.

Carros são feitos para magros

Fonte: Reprodução/MorgueFile

“É preciso melhorar a educação no trânsito no sentido de ensinar o uso correto do cinto de segurançaa para as pessoas obesas. Intervenção clínica também ajudaria ao informar essas pessoas sobre o risco  que correm no trânsito e qual seria mais um benefício de seu emagrecimento”, completou o Dr. Tom Rice.

Esta não é a primeira vez queo assunto é abordado no campo acadêmico. Em 2012, um grupo de canadenses já havia alertado sobre a ineficiência de airbags e cintos de segurança para pessoas que estão acima do peso.

  • Fontes:


Tags: , , ,






De volta ao topo ↑