Publicado em 02-10-2012 às 8:55 | por Bruna Rasmussen

Saiba o que acontece se você morrer durante um cruzeiro

Partir desta para melhor no meio das suas férias não é o melhor momento, mas é mais comum do que você pode imaginar.

Navio de cruzeiro

Fonte: Reprodução/stock.xchng

Morrer de velho, de indigestão, de ataque cardíaco, de gripe, de bebedeira ou de acidente. Não importa como você escolheu morrer no meio de um cruzeiro de férias, a dor de cabeça para a sua família está mais que garantida.

Navios de cruzeiro chegam a oferecer pacotes em que os turistas passam meses em alto mar, viajando pelo mundo, de porto em porto. A maioria dos passageiros é composta por velhinhos e velhinhas que, na melhor idade, resolveram curtir a vida. E é claro que, devido à idade, eles nem sempre chegam ao destino final. Mas o que exatamente acontece quando uma pessoa morre dentro de um navio?

O navio é uma cidade

De acordo com o site TravelReadyMD, todos os anos, cerca de 200 pessoas morrem em alto mar. Para cuidar dessas fatalidades, os navios são obrigados a ter uma espécie de mini-necrotério, em que os corpos possam ficar armazenados até que o cruzeiro alcance o próximo porto. Para você ter ideia, alguns deles podem guardar até dez corpos.

Refrigeradores de corpos dentro de navio

Refrigeradores usado em navios para manter os corpos. Fonte: Reprodução/io9

A fim de não estragar o “clima de férias” do cruzeiro, o capitão geralmente não divulga uma nota oficial de falecimento para a tripulação e para os turistas. Além disso, a rota de viagem não é desviada. É nesta etapa que a família do defunto entra em cena. Não basta chegar com o corpo, é preciso ser autorizado a entrar no país em questão e obter uma série de papeladas, confirmando a morte.

Se a família quiser trazer o corpo para casa, ela precisará arcar com todos os custos de transporte – a notícia boa é que uma passagem para uma pessoa morta é mais barata do que para quem está vivo.

A vida continua

Um caso curioso aconteceu em 2009, quando mãe e filho estavam em uma viagem de navio que duraria 114 noites. Antes de dar a volta ao mundo, a senhora de 87 anos acabou morrendo.

O filho ajeitou a papelada e conseguiu que a mãe fosse cremada no próximo porto. E você acha que ele voltou para casa? Que nada! O rapaz colocou os restos mortais da mãe embaixo do braço e continuou a viagem.

  • Fontes:


Tags: , , , , ,






De volta ao topo ↑