Publicado em 03-12-2012 às 21:50 | por Bruna Rasmussen

Pessoas com um bom olfato se dão melhor em relacionamentos amorosos

Estudo teceu uma curiosa relação entre o senso olfativo e os relacionamentos amorosos.

Habilidade de cheirar está ligada ao seu comportamento amoroso

Fonte: Reprodução/PhotoXpress

Se o amor pode te deixar cego, surdo e sem reação, na verdade é o olfato o principal responsável pelo sucesso de um relacionamento. Isso é o que afirma um recente estudo publicado no Biological Psychology.

Os cientistas buscaram entender qual é a relação entre um olfato ruim e o desempenho na vida amorosa, estudando alguns voluntários que sofriam de anosmia, a completa falta de senso olfativo. Ao comparar este grupo com pessoas que têm um olfato normal, os pesquisadores conseguiram estabelecer curiosos paralelos.

Cheiro de amor?

Homens e mulheres que apresentaram alguma dificuldade com o olfato mostraram-se mais inseguras em seus relacionamentos amorosos, demonstrando isso de formas bastante distintas.

Olfato e amor estão mais próximos do que imaginávamos

Fonte: Reprodução/Katie Tegtmeyer

Enquanto que os homens “normais” tinham uma média de dez parceiras na vida, os portadores de anosmia tinham apenas duas. O motivo, especulam os pesquisadores, seria a presença de um menor gosto por aventuras e a insegurança por não sentir (ou sentir pouco) cheiro.

Já nas mulheres, a anosmia se manifestou de uma forma diferentes. Enquanto que a média de parceiros foi a mesma entre os dois grupos, as mulheres com anosmia apresentaram mais insegurança em relação ao parceiro.

Embora o olfato seja um dos sentidos menos estudados, ele está recebendo atenção dos pesquisadores nos últimos tempos e tem se mostrado fundamental em diversas questões do dia a dia.

  • Fontes:


Tags: , , , ,






De volta ao topo ↑