Publicado em 04-11-2012 às 11:55 | por Bruna Rasmussen

Mortalha de cogumelos permite uma morte ecologicamente correta

Infinity Burial Suit: roupa especial apresentada no TED transformaria as toxinas presentes em seu corpo.


A morte não é um processo tão ecologicamente correto quanto você imaginava. Claro, você para de gastar energia elétrica, deixa de produzir lixo e o seu carro não vai mais soltar fumaça por aí. No entanto, as mais de 200 toxinas presentes em seu corpo podem sim fazer mal à natureza.

De acordo com o Center for Diseases Control, nos EUA, temos mais ou menos 219 toxinas no corpo, como pesticidas e conservantes. Quando você morre e é enterrado, esses elementos são absorvidos pelo solo, enquanto que, durante o processo de cremação, isso volta para a atmosfera. Mas como é possível ter uma morte ecologicamente correta?

Passando a perna em Lavoisier

Jae Rim Lee apresentou, durante o TED, uma solução bastante inteligente para o problema: uma roupa feita com cogumelos que conseguem transformar e limpar essas toxinas.

Diversas espécies de cogumelos foram testadas e algumas delas se mostraram mais aptas para dar um jeito em todos esses elementos ruins que ficam em nosso corpo. Jae escolheu os mais eficientes e os costurou a uma roupa a que deu o nome de “Infinity Burial Suit”.

O projeto não só atenta para o lado ecológico da morte, mas também espera que as pessoas acabem com a negação da morte. Jae já tem até alguns voluntários, que concordaram em experimentar a roupa assim que partirem desta para melhor.

  • Fontes:


Tags: , ,






De volta ao topo ↑